lunes, 20 de febrero de 2012

Ovos moles do Algarve


6 ovos
6 colheres de açúcar bem cheia
6 colheres de sopa de água (eu gosto de acrescentar mais um bocadinho de água porque prefiro os ovos moles mais moles que mais espessos)



As 6 gemas põem-se a coar num passador (provavelmente não é esta a palavra correcta), para não terem as peles e nhecas habituais. 

Põe-se a água com o açúcar numa panela e vai a aquecer em lume brando até fazer o ponto de pérola (aquele em que a água espessou um bocadinho e sobem pequenas bolhas até à superfície). 

Retirar a água do lume e MEXENDO SEMPRE (e isto é o mais importante de tudo) vai-se despejando EM FIO a água açucarada para o recipiente onde estão as gemas, mexendo sempre (é chato porque segurar uma panela com a mão esquerda, uma colher com a mão direita e não deixar cair a taça das gemas é complicado). 

Quando acabar a água, despeja-se lentamente a mistura novamente na panela. Volta ao lume brando (brando a atirar para o fraco) e NUNCA DEIXANDO DE MEXER espera-se que ganhe algo de consistência. Demora.

Eu não a deixo engrossar muito porque gosto mais líquida, mas há quem prefira mais espesso como o recheio das barcas dos ovos moles de Aveiro. Anyway, retira-se do lume e espera-se que arrefeça. No Algarve juntam-lhe amêndoa torrada e é delicioso. 

Com as claras podem-se fazer suspiros e usar os ovos moles como molho. Too good...

7 comentarios:

  1. Gosto muito de os comer...de os fazer já tenho as minhas duvidas

    ResponderEliminar
  2. Adoro...mas nunca os sei fazer :s

    ResponderEliminar
  3. Tu nem fales em ovos moles.
    Isso é pecado, pá!

    ResponderEliminar
  4. Acabo de transformar 8 ovos num molotov com ovos moles, esta tarde tenho uns espanhóis que se vão babar ;)

    ResponderEliminar
  5. Só queria saber como tens coragem de fazer um comentário noutro blog sobre erros e escreves lá "foçem" em vez de "fossem". Que moral!

    ResponderEliminar
  6. Cara mmmmm, se tivesse lido com atenção teria reparado em SETE erros na minha frase, a qual foi escrita mal e porcamente em jeito de querer frisar o que escrevera a S. sobre dar erros. Se a menina só reparou NUM erro, decididamente o problema é seu. Chama-se ironia, chama-se gozação. Que moral a sua em vir aqui, ou melhor, que falta de moral a sua. Primeiro não entende, depois não reconhece erros, terceiro manda vir e quarto faz figuras tristes.

    ResponderEliminar